PATOLOGIAS CERÂMICAS

    Embora as vantagens dos produto sejam inegáveis -  as cerâmicas apresentam grande durabilidade e menor necessidade de manutenção quando comparadas a outras soluções, ultimamente a ocorrência de casos de descolamentos de placas tornou-se alvo de discussão no setor. Segundo as normas internacionais, a vida útil de um revestimento cerâmico deve atingir, no mínimo metade da vida útil da edificação.

    Entre as principais patologias associadas às cerâmicas em fachadas estão o destacamento das placas e as infiltrações nas paredes internas dos imóveis, que normalmente ocorrem através das juntas de dilatação.
    Dicas: os revestimentos cerâmicos destinados para uso em fachadas devem ser apropriados a essa finalidade. Utilizar apenas produtos declarados especificamente para uso de fachadas. Os produtos para fachada devem ter: Baixa expansão por umidade, não desbotar com a ação da luz do sol e ter superfície de fácil limpeza.

Revista Téchne, Edição 116 ano 14, novembro 2006